Deformidade dos dedos do pé em crianças e adolescentes






A anatomia do dedo:


Os ossos dos dedos do pé são chamados de falanges.

O hálux (dedão), possui 2 falanges enquanto que os demais dedos têm 3 falanges.

Esses ossos formam articulações conhecidas como interfalangeanas.

A articulação interfalangeana mais perto da ponta do dedo é chamada de distal, enquanto que a acima é chamada de interfalangeana proximal.

O dedão, como só tem 2 falanges, possui uma só articulação interfalangeana.

Os demais dedos possuem duas articulações interfalangeanas (distal e proximal).

O objetivo aqui é o de relatar as principais deformidades dos dedos do pé na criança e adolescente, exceto as deformidades do hálux (dedão).


Os dedos normais:

O formato normal, em repouso, dos dedos do pé da criança, deve ser retilíneo.

Formatos anômalos dessas estruturas que deveriam ser retas normalmente, caracterizam patologias que merecem ser analisadas.

Uma das deformidades mais comuns dos dedos do pé da criança é uma deformidade em flexão das articulações Inter falangeanas distal e proximal, com desvio para debaixo do dedo ao lado (foto abaixo).




Observem o terceiro dedo desviado, ficando embaixo do segundo dedo. A criança pisa sobre o terceiro dedo.

Os dedos mais acometidos geralmente são o terceiro, quarto e quinto.

Esta deformidade faz com que ao caminhar, a criança pise sobre o próprio dedo.

A deformidade é congênita, sendo que a principal anormalidade encontrada é um encurtamento dos tendões flexores curto e longo do dedo acometido.

Inicialmente a deformidade é flexível, ou seja, conseguimos corrigir a posição do dedo ao realizarmos a sua manipulação.

A história natural, na maioria dos casos é benigna, ou seja, a resolução é espontânea, porém alguns casos não corrigem e com isso, surgem sintomas sendo necessário o tratamento.

Os casos que necessitam tratamento são aqueles em que a deformidade torna-se rígida, dolorosa e com calosidades, em uma criança cujo prazo para correção espontânea já terminou.



Estes casos exigem correção operatória com alongamentos tendinosos dos flexores curto e longo do dedo acometido, com excelentes resultados.

A deformidade do quinto dedo:

Outra deformidade bastante frequente e que merece ser citada aqui é conhecida como sobreposição do quinto dedo sobre o quarto (foto abaixo).



Esta deformidade geralmente é hereditária, podendo acometer um ou ambos os pés.

O principal problema funcional ocorre devido ao atrito do dedo sobreposto contra o calçado, gerando dor (calosidade) e, às vezes, impossibilidade para o uso de calçados fechados.

Esta deformidade não corrige espontaneamente.

As crianças com sintomas devem ter sua deformidade corrigida com cirurgia.

O procedimento visa alongar as estruturas capsulares e tendinosas que estão encurtadas e reposicionar o dedo adequadamente.

Os resultados são satisfatórios com desaparecimento da dor e permitindo o uso de calçados sem restrição.

A garra dos dedos:

Nesta deformidade, há uma contratura em flexão das articulações interfalangeanas distal e proximal dos dedos, tornando-os encurvados para baixo (foto abaixo).



Geralmente está associado à patologias neuromusculares.

Quando as deformidades tornam-se rígidas, surgem sintomas dolorosos relacionados ao atrito das articulações Inter falangeanas de encontro aos calçados.

O tratamento desta deformidade também é cirúrgico, com procedimentos que podem envolver apenas alongamentos tendinosos, nos casos flexíveis, ou procedimentos ósseos quando a deformidade for rígida.

Conclusões:




As deformidades nos menores dedos do pé em crianças e adolescentes, devem ser corrigidas para garantir o bom funcionamento do pé e o uso normal de calçados.

Qualquer deformidade deve ser avaliada e programado a correção, nos casos com sintomas dolorosos.




Um abraço a todos!


Dr. Maurício Rangel é formado em Medicina pela Faculdade Souza Marques (1994) e médico Ortopedista Pediátrico. Trabalha atualmente em consultórios com atendimento ambulatorial e cirurgias ortopédicas pediátricas eletivas. Especialista em diversas patologias musculoesqueléticas em crianças e adolescentes e cirurgias relacionadas.

Consultório: Barra Life

Av. Armando Lombardi, 1000 – sala 231, bloco 2, Barra da Tijuca | Rio de Janeiro

Telefone para contato: 3264-2232/ 3264-2239




Criança e Saúde

Criança e Saúde é um site colaborativo que possui a missão de ajudar pessoas a encontrarem informação sobre a saúde dos seus filhos. As informações publicadas neste site têm caráter meramente informativo e não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas. Todos os direitos reservados ao Criança e Saúde. Proibido a reprodução do conteúdo deste site sem prévia autorização. A Redação do Criança e Saúde não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados ou por qualquer conteúdo publicitário e comercial, sendo este último de inteira responsabilidade dos anunciantes.



contato@criancaesaude.com





Posts recentes

Ver tudo

JUNTE-SE

Seu conhecimento é muito grande para ficar apenas no consultório. Venha fazer parte da nossa rede de especialistas. 

FIQUE POR DENTRO

Criança e Saúde é um site colaborativo que possui a missão de ajudar pessoas a encontrarem informação sobre a saúde dos seus filhos. As informações publicadas neste site têm caráter meramente informativo e não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas. Todos os direitos reservados ao Criança e Saúde. Proibido a reprodução do conteúdo deste site sem prévia autorização. A Redação do Criança e Saúde não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados ou por qualquer conteúdo publicitário e comercial, sendo este último de inteira responsabilidade dos anunciantes.

© 2023 Criança e Saúde Todos os direitos reservados.