Anemia falciforme em crianças e as queixas ortopédicas



A anemia falciforme é uma doença hereditária em que ocorre uma alteração no formato normal das células vermelhas do sangue (hemácias).

As hemácias normais têm a forma arredondada, já as falcêmicas, adquirem a forma de foice, dando origem ao nome da doença.



Essa anormalidade no formato das células vermelhas do sangue favorece a obstrução ao fluxo sanguíneo para os diversos tecidos do corpo, inclusive para o sistema músculo-esquelético.

A doença também predispõe à infecções, pois existe anormalidade no sistema imunológico da criança.

A doença acomete predominantemente crianças da raça negra mas pode também acometer crianças caucasianas, ou seja, de pele branca.


As queixas ortopédicas:

Durante o curso da doença é comum ocorrerem crises dolorosas agudas osteoarticulares.

Podem acometer os membros superiores mas são mais comuns nos membros inferiores.

As dores esqueléticas são de forte intensidade e podem ser devido à duas causas principais:

Obstrução ao fluxo sanguíneo para o osso, dando origem ao que chamamos de osteonecrose (infarto ósseo) ou;

Infecção osteoarticular (Osteomielite – quando acomete o osso ou, Artrite séptica – quando acomete a articulação).

A diferenciação entre uma causa e outra, não é fácil porque, muitas vezes, as manifestações clínicas são semelhantes.



Dor esquelética aguda, de forte intensidade, febre, dificuldade para caminhar, limitação dos movimentos e sinais inflamatórios locais são queixas comuns nas duas situações.

Saber se estamos diante de um infarto ósseo ou de uma infecção esquelética é fundamental, pois o tratamento e prognóstico são muito diferentes.

O exato diagnóstico, muitas vezes, só pode ser estabelecido com exames complementares de imagem e laboratório, feitos em ambiente hospitalar.




Qualquer suspeita de infecção esquelética exige a coleta de material do segmento envolvido, sempre com a criança anestesiada, no centro cirúrgico.

Punção óssea é realizada nos casos de suspeita de osteomielite ou drenagem aberta de abscesso intra-ósseo, se já houver coleção purulenta.

Nos casos de suspeita de artrite séptica, também indicamos a punção articular e, se o líquido sinovial for de aspecto purulento, a conversão imediata para drenagem aberta articular deve ser realizada.

O material colhido deve ser enviado para identificação do agente causador e identificação do antibiótico adequado para o tratamento.

Uma vez afastada a causa infecciosa, estaremos diante de uma quadro de crise álgica por obstrução ao fluxo sanguíneo ósseo e o tratamento não exigirá antibióticos.

As dores articulares intermitentes e crônicas:

Frequentemente ocorrem devido à osteonecrose da cabeça femoral (quadril), cabeça umeral (ombro), tornozelo (tálus), pé (navicular), coluna vertebral (corpo vertebral).

A necrose da cabeça femoral, na anemia falciforme, cursa com dor no quadril, limitação dos movimentos, contratura articular, ou seja, a articulação passa a adotar uma postura viciosa fixa, dificultando a marcha da criança.




O diagnóstico exige exame físico e de imagem e o tratamento pode ser conservador, visando a recuperação da mobilidade, ou cirúrgico, com a liberação dos músculos responsáveis pelas posturas viciosas (contraturas).

Os casos que evoluem para perda da relação anatômica articular do quadril, exigirão cirurgias de realinhamento ósseo.

Conclusões:




A anemia falciforme é uma patologia que exige acompanhamento multidisciplinar.

Pediatras, hematologistas e ortopedistas pediátricos devem estar atentos às principais manifestações clínicas.

Acompanhamento ortopédico deve ser regular devido às complicações articulares da doença, principalmente a necrose da cabeça femoral e cabeça umeral.



Um abraço a todos!


Dr. Maurício Rangel é formado em Medicina pela Faculdade Souza Marques (1994) e médico Ortopedista Pediátrico. Trabalha atualmente em consultórios com atendimento ambulatorial e cirurgias ortopédicas pediátricas eletivas. Especialista em diversas patologias musculoesqueléticas em crianças e adolescentes e cirurgias relacionadas.

Consultório: Barra Life

Av. Armando Lombardi, 1000 – sala 231, bloco 2, Barra da Tijuca | Rio de Janeiro

Telefone para contato: 3264-2232/ 3264-2239




Criança e Saúde

Criança e Saúde é um site colaborativo que possui a missão de ajudar pessoas a encontrarem informação sobre a saúde dos seus filhos. As informações publicadas neste site têm caráter meramente informativo e não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas. Todos os direitos reservados ao Criança e Saúde. Proibido a reprodução do conteúdo deste site sem prévia autorização. A Redação do Criança e Saúde não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados ou por qualquer conteúdo publicitário e comercial, sendo este último de inteira responsabilidade dos anunciantes.



contato@criancaesaude.com





Posts recentes

Ver tudo