Dor na frente dos joelhos em crianças e adolescentes



O joelho é um local frequente de dor em pré-adolescentes e adolescentes.

A região da frente dos joelhos é aquela formada pela articulação da patela com o fêmur, chamada femoropatelar e suas inserções músculo-tendinosas relacionadas.




Na região superior da patela, se insere o tendão do músculo quadríceps (músculo da coxa).

Na região inferior, se insere o tendão patelar.

A extremidade inferior do tendão patelar se insere na frente da tíbia, logo abaixo do joelho.

Para o bom funcionamento do joelho, nas atividades diárias e esportivas, é preciso que todas essas estruturas funcionem em harmonia.

Existem várias patologias responsáveis por dor nessa região.

Desequilíbrios musculares nessa região, vão originar articulações dolorosas.

Uma cuidadosa avaliação das queixas apresentadas, associada a um detalhado exame físico articular e solicitação de exames de imagem adequados são necessários para um bom diagnóstico.

Devo ressaltar também que em crianças e adolescentes, algumas queixas dolorosas nos joelhos são, na verdade, dores referidas de outro local, sendo o quadril um comum local de patologia.

Obrigatoriamente devemos incluir o exame físico dos quadris quando diante de jovens pacientes com dor no joelho.

Queixas dolorosas nos joelhos são comuns, principalmente em crianças e adolescentes que participam de esportes organizados e competitivos.



A busca por melhor performance do jovem atleta, exigido em cada modalidade esportiva, faz com que exageros na carga de treinos sejam um dos fatores de origem das dores articulares.

O treinamento excessivo é a principal causa de dor no jovem atleta.

É importante ressaltar que o aparelho músculo-esquelético do adolescente não está completamente pronto para a excessiva demanda de treino imposta.

Sobrecarga de treino e competição sem o adequado tempo de repouso para a recuperação articular, vai favorecer o surgimento de lesões.

É importante conscientizar treinadores e pais sobre os limites impostos pelo organismo dos jovens atletas, sem submetê-los ao esforço acima do tolerado, pois assim, estaremos promovendo a saúde do jovem.



Jovens atletas que apresentam dores articulares de repetição, sem nenhum motivo anatômico para isso, sem traumatismo articular que justifique as queixas, são aqueles em que devemos ficar atentos quanto a sobrecarga de treinamento.

Uma vez identificado o problema, devemos tomar atitudes como:

– Controle da dor;

– Reabilitação articular progressiva;

Modificação do treinamento;

Manutenção com medidas fisioterapêuticas preventivas de novas lesões.

As principais causas de dor:



Osteocondrites / Osteocondroses:

São patologias inflamatórias que ocorrem nos locais onde os tendões se unem aos ossos.

Como citado, o tendão patelar se insere na região inferior da patela e na região superior da tíbia, logo abaixo do joelho.

A dor na região de inserção no osso surge devido à sobrecarga mecânica, gerando avulsões parciais na região tendão-osso, seguido pela cicatrização óssea com formação de caroço doloroso local.

É uma queixa comum de pré-adolescentes ou adolescentes terem dor, logo abaixo do joelho, com aumento de volume local doloroso a palpação.

Pode ocorrer em um ou ambos os joelhos, é agravado por atividades físicas, principalmente as que envolvem ajoelhar-se e pulos repetitivos.

No exame físico, haverá aumento de volume local doloroso e o exame de imagem é fundamental para afastar outras patologias principalmente tumorais e infecciosas.

O tratamento é conservador com analgesia, medidas fisioterápicas e afastamento temporário das atividades físicas.

Não deve ser feito infiltração local com corticóide.

Tratamento cirúrgico raramente é necessário.

Patela Bipartida:

É uma patologia congênita, em que a há uma separação da patela em dois fragmentos.

O local mais frequente da patologia fica na região súpero-lateral da patela.

É mais comum em meninos e frequentemente bilateral.

Pode ser assintomático, encontrado ao acaso em uma radiografia do joelho, em pacientes sem dor patelar.

Quando surgem sintomas, geralmente aparecem após trauma agudo ou após esforço físico esportivo repetitivo.

O tratamento inicial é conservador visando medidas analgésicas, podendo ou não ser imobilizado o joelho.

O tratamento cirúrgico só deve ser considerado em casos refratários.

Instabilidade femoro-patelar:

Situação em que a patela apresenta lateralização anormal durante os movimentos de flexão e extensão do joelho.



Quadros dolorosos intermitentes, alguns episódios de falseio articular, sensação de que o joelho fica fraco, são relatados.

É comum também, queixas de dor nos joelhos com subir e descer escadas ou quando ficam muito tempo sentados com os joelhos fletidos.

Alguns pacientes relatam passado de luxação traumática da patela, evoluindo para instabilidade.

O exame físico geralmente revela arco de movimento completo do joelho, lateralização da patela, manobra de apreensão positiva, atrofia muscular do quadríceps.

Geno valgo, deformidades rotacionais externa da perna e frouxidão ligamentar são fatores facilitadores para a patologia.

Exames de imagem devem ser realizados para a classificação da instabilidade.

O tratamento deve ser individualizado para cada tipo de instabilidade, podendo ser conservador ou cirúrgico.

Existem diversas técnicas operatórias para a resolução das queixas.


Conclusões:

Dor na frente dos joelhos é uma queixa frequente de adolescentes esportistas.

A intensidade dos treinamentos deve ser adequada e sem sobrecarga ao aparelho esquelético do jovem.

Atitudes preventivas de lesões como manutenção da boa flexibilidade muscular com incentivo ao programa de alongamentos e amplitude de mobilidade articular são importantes e devem ser incentivados.



Alimentação adequada, repouso necessário regenerativo, também é fundamental.

O tratamento é multidisciplinar com uma boa interação entre o médico, fisioterapeuta, treinador e familiares.


Um abraço a todos!



Dr. Maurício Rangel é formado em Medicina pela Faculdade Souza Marques (1994) e médico Ortopedista Pediátrico. Trabalha atualmente em consultórios com atendimento ambulatorial e cirurgias ortopédicas pediátricas eletivas. Especialista em diversas patologias musculoesqueléticas em crianças e adolescentes e cirurgias relacionadas.

Consultório: Barra Life

Av. Armando Lombardi, 1000 – sala 231, bloco 2, Barra da Tijuca | Rio de Janeiro

Telefone para contato: 3264-2232/ 3264-2239




Criança e Saúde

Criança e Saúde é um site colaborativo que possui a missão de ajudar pessoas a encontrarem informação sobre a saúde dos seus filhos. As informações publicadas neste site têm caráter meramente informativo e não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas. Todos os direitos reservados ao Criança e Saúde. Proibido a reprodução do conteúdo deste site sem prévia autorização. A Redação do Criança e Saúde não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados ou por qualquer conteúdo publicitário e comercial, sendo este último de inteira responsabilidade dos anunciantes.



contato@criancaesaude.com





Posts recentes

Ver tudo