Todo pé plano precisa de tratamento?

Atualizado: 3 de Dez de 2020



Uma preocupação comum dos pais é o formato dos pés dos filhos, especialmente quando são planos, ou seja, quando não têm a curva medial, conhecido por nós como arco longitudinal medial. As crianças tendem a pisar para dentro e isso preocupa as famílias com questionamentos do tipo:

“Meu filho precisa de botas ortopédicas?”; “Não vejo mais crianças com botas ortopédicas nas ruas, mas será que não precisa de palmilhas?”; “Existe algum calçado mais recomendado para melhorar os pés planos?”; “Andar na areia ajuda na formação do arco medial dos pés?”; “Caminhar descalço é melhor para formar a curva dos pés?”

Na verdade, muitos desses questionamentos são culturais, sem nenhuma comprovação científica e vêm de uma época em que os estudos não eram claros sobre a história natural do crescimento dos pés pediátricos. Hoje, sabemos com certeza e total segurança, que durante o início da marcha os pés ainda não apresentam o arco medial e, portanto, ter pés planos nesta fase é fisiológico e normal, não tendo sintomas e permitindo o uso adequado de calçados. Devemos aguardar até a idade em que habitualmente surge a curva medial.

Uma boa avaliação médica, com exame físico adequado, permite orientar a família quanto às características do pé e o prognóstico esperado de acordo com a idade da criança. Uma boa avaliação da mobilidade dos pés, da pele da planta do pé e da marcha da criança, junto com avaliação de imagem adequada, permite tratar os pés adequadamente.

Muitas vezes o tratamento inicial é só observação e orientações quanto aos calçados adequados, geralmente tênis confortável. Botas ortopédicas são contraindicadas e proibidas. Palmilhas só em alguns casos que devem ser avaliados caso a caso. Caminhar é importante, seja calçado ou descalço, isso faz com que os músculos do pé sejam fortalecidos permitindo o surgimento do arco medial. Independente do tipo de piso, devemos estimular a criança a caminhar, seja em terreno plano ou irregular, o importante é o exercício físico e não o piso. Prática esportiva regular também é fundamental, não existindo exercício específico para o arco medial, todos têm seu benefício.

Os pés que preocupam devem ser aqueles dolorosos, com pouca mobilidade, que levam a criança claudicar (mancar), com calosidades na planta do pé por sobrecarga mecânica, esses sim merecem maior investigação para determinar a causa e iniciar o tratamento adequado. Qualquer dúvida com o formato ou sintomas associados dos pés de seus filhos(as), devem ser consultados para uma avaliação detalhada.




Dr. Maurício Rangel é formado em Medicina pela Faculdade Souza Marques (1994) e médico Ortopedista Pediátrico. Trabalha atualmente em consultórios com atendimento ambulatorial e cirurgias ortopédicas pediátricas eletivas. Especialista em diversas patologias musculoesqueléticas em crianças e adolescentes e cirurgias relacionadas.

Consultório: Barra Life

Av. Armando Lombardi, 1000 – sala 231, bloco 2, Barra da Tijuca | Rio de Janeiro

Telefone para contato: 3264-2232/ 3264-2239



Posts recentes

Ver tudo