Sapinho: O que é e como evitar


Desde muito tempo ouvimos na cultura popular que as crianças apresentam sapinho na boca. Mas o que exatamente causa o sapinho?


Sapinho na verdade é uma infecção fúngica pelo fungo da família Candida sp. e é denominada cientificamente como candidíase. Essa infecção, similar a inúmeras outras de origem fúngica, apresenta-se principalmente em pessoas com diminuição do seu sistema de defesa, o sistema imunológico.


TRANSMISSÃO DO FUNGO


As diversas espécies de Candida sp. estão presentes em nossa boca vivendo harmonicamente com a diversidade de outros micro-organismos que abrigamos. No entanto, em dados momentos, esse fungo pode apresentar uma proliferação acentuada e invadir tecidos da nossa mucosa oral, fazendo com que seja evidente a presença dele através de alguns sinais e sintomas.


PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS


As lesões características de candidíase (ou sapinho) são como pequenas placas brancas, geralmente arredondadas, que podem ser similar a acúmulo de restos de leite. Algumas mães observam também que seus filhos estão com a língua muito branca ou até mesmo com lesões avermelhadas em volta dos lábios (causadas pelo hábito contínuo de passar a língua nos lábios, deixando depósitos de saliva contaminada), como se eles estivessem bastante ressecados. Muitas vezes os pequenos apresentam essas lesões e não são devidamente diagnosticados, pois não sabem expor sua sintomatologia ou até mesmo não apresentam desconforto nenhum.


Como essa é uma infecção conhecida por muitos como oportunista, a melhor forma de evita-la é impedindo que o ambiente fique favorável para a proliferação exagerada desse fungo. Crianças muito pequenas ainda não tem o sistema de defesa tão bem preparado como o nosso, facilitando o aparecimento dessas infecções oportunistas. Além disso, o uso de antibióticos pode gerar um ambiente muito propício para o desenvolvimento desses fungos.


Mas se não podemos melhorar a imunidade dos pequenos e nem deixar de tratá-los com antibióticos quando é necessário combater as bactérias, o que pode então ser feito para que o fungo não se desenvolva? Simples! Com uma boa higiene oral.


PRINCIPAIS CONDUTAS


Muitas vezes, as pessoas esquecem de cuidar da higiene da boca das crianças porque elas não tem dentes, ou porque ainda só realizam alimentação pelo leite materno. A higiene da boca deve ser instituída no dia-a-dia desde os primeiros dias de vida da criança e assim se seguir, com acompanhamento rigoroso dos pais até uma idade em que a criança mostre independência suficiente para cuidar de si e de sua higiene pessoal.


É comum que as pessoas tenham dúvidas quanto a forma de higienizar a boca das crianças, mas é mais simples e rápido do que se possa imaginar. Quando a criança não tem dentes ainda, a higiene pode ser realizada apenas enrolando uma gaze ou uma fralda de pano limpa no dedo e passando por todos os cantos, bochechas, gengivas e na superfície da língua. Com isso, é possível eliminar os restos de leite, de bactérias, de fungos e assim manter a boca do seu filho mais limpa e saudável.


Quando as crianças já possuem dentes, é necessário utilizar escova de dente com cerdas, sejam as de encaixar no dedo ou as com a cabeça bem pequena, com uma pequena quantidade de creme dental. O importante é não negligenciar a higiene oral para evitar que micro-organismos como fungos e bactérias proliferem e gerem infecções diversas.


Em casos extremos, o uso de antifúngicos tópicos e/ou sistêmicos pode ser indicado. Portanto, em casos de persistência dos sinais e sintomas, mesmo mantendo a higiene bucal adequada, a criança deve visitar o dentista e o médico pediatra para melhor investigação das causas da infecção e, assim, ser tomada a conduta ideal.


_____


Dra. Débora Lima Pereira, cirurgiã-dentista formada pela Faculdade de Odontologia da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ-2011). Possui residência multiprofissional em Estomatologia com ênfase em Oncologia pelo AC Camargo Cancer Center e atualmente cursa o Mestrado em Estomatopatologia na Faculdade de Odontologia de Piracicaba/UNICAMP.

JUNTE-SE

Seu conhecimento é muito grande para ficar apenas no consultório. Venha fazer parte da nossa rede de especialistas. 

FIQUE POR DENTRO

Criança e Saúde é um site colaborativo que possui a missão de ajudar pessoas a encontrarem informação sobre a saúde dos seus filhos. As informações publicadas neste site têm caráter meramente informativo e não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas. Todos os direitos reservados ao Criança e Saúde. Proibido a reprodução do conteúdo deste site sem prévia autorização. A Redação do Criança e Saúde não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados ou por qualquer conteúdo publicitário e comercial, sendo este último de inteira responsabilidade dos anunciantes.

© 2023 Criança e Saúde Todos os direitos reservados.